google web stories

Google Web Stories: saiba o que é e como funciona a nova aposta da plataforma

As redes sociais dispõem de recursos muito atrativos que possibilitam a interação entre marcas e seguidores, o que resulta na construção de um bom relacionamento. Com a ideia de deixar sites corporativos mais atraentes, surgiu o Google Web Stories.

O investimento em conteúdos exclusivos e relevantes ajuda as empresas a aumentar a autoridade no segmento que faz parte e a conquistar a credibilidade do público que deseja atingir. No entanto, é necessário conhecer a fundo a ferramenta antes de incluí-la no seu planejamento estratégico.

Nos tópicos abaixo, forneceremos informações importantes sobre esse assunto, capazes de agregar valor a sua gestão de marketing. Portanto, continue conosco e tenha uma boa leitura!

O propósito da criação do Google Web Stories

O Snapchat é uma rede social que trouxe um modelo de compartilhamento de conteúdos muito diferente, e que inspirou toda uma geração. Lançado em 2011, ele veio com a proposta de permitir o envio de fotos e vídeos na vertical que se apagariam automaticamente depois de 24 horas.

Sua popularidade motivou o Facebook, o Instagram e até mesmo o Twitter a seguir esse tipo de consumir e criar conteúdo. O sucesso desse recurso saiu das redes sociais e, hoje, é possível adicioná-lo ao WordPress como plugin, com o intuito de deixar seu site ou blog mais atraente e com riqueza visual.

No entanto, antes de se tornar o Google Web Stories, esse formato feito pelo site de busca de maior abrangência e importância da atualidade, era conhecido por AMP Stories. Portanto, uma evolução da ferramenta que agora é reconhecida como uma das principais tendências de marketing.

O intuito do AMP Stories

Criado em novembro de 2018, o AMP Stories tinha o propósito de usar formato de stories fora das mídias sociais já conhecidas pelas pessoas. Já que eles despertavam tanto interesse nos usuários, nada mais interessante que incorporá-los nos sites como forma de atrair e encantar o público.

Afinal, muitas marcas já usavam esse modelo. Por exemplo, a BBC, a CNN e, recentemente, a UOL investiu nele para a criação de diversos conteúdos ligados às pautas da Folha de São Paulo. As iniciais que nomeiam essa ferramenta é a abreviação de “Accelerated Mobile Pages”, cuja tradução significa Páginas Mobile Aceleradas. Um conceito que busca dialogar com a realidade dos dias hoje, na qual o smartphone colabora para a realização de diversas tarefas da rotina de um indivíduo.

Seja no gerenciamento de suas atividades no trabalho ou nas demandas da vida pessoal, ele é bastante útil e muitos fazem uso diário dele. É com foco nisso que empresas procuram melhorar a performance do site e oferecem uma página fácil de carregar e que possibilite a boa experiência do usuário dentro dela.

A importância de investir no Google Web Stories

O investimento no Google Web Stories facilitará a diversificação dos conteúdos postados na sua página e o foco em estratégias fora das redes sociais. Você poderá usar as mais populares para divulgar o seu site e melhorar o seu tráfego. Essa estratégica melhorará a sua taxa de cliques e fará com que o usuário amplie a percepção sobre a sua marca.

No entanto, é importante seguir algumas boas práticas na hora da criação. Por exemplo, disponibilizar apenas um link entre o máximo de 15 páginas que fazem parte de um storie. Além disso, trabalhar com a linguagem e o tom adequados nos textos, inserir imagens de qualidade e fazer testes antes de compartilhar.

Neste artigo, você conheceu o que é o Google Web Stories e quanto ele ajudará na sua gestão de marketing. Portanto, adicione esse plugin no seu WordPress e melhore sua produção de conteúdo.

Compartilhe este post nas suas redes sociais para que outras pessoas possam conhecer essa nova experiência oferecida pelo Google.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima