fbpx
comportamento de compra

Entenda como a pandemia mudou o comportamento de compra dos consumidores

Sem dúvidas, a pandemia da Covid-19 abalou o mundo. De início, pouco se conhecia sobre a doença. Mas com o aumento de casos, nasceu a necessidade de implementar medidas para evitar a grande proliferação do vírus. Consequentemente, isso gerou uma crise e afetou o comportamento de compra dos consumidores.

Diante desse cenário, empresas de diversos segmentos perceberam a importância de se reinventar. Em outras palavras, buscar novas oportunidades de atração e retenção de clientes. Desse modo, a transformação digital se tornou um investimento urgente. Sem falar da criação de estratégias que buscam fortalecer o branding e melhorar a reputação da marca.

Neste conteúdo, você entenderá o impacto que a Covid-19 causou nos negócios. Além disso, verá quais investimentos internos precisam ser feitos na intenção de sobreviver a esse mercado que ficou ainda mais competitivo. Portanto, continue conosco e boa leitura!

As principais mudanças no comportamento de compra do consumidor

Inegavelmente, é possível perceber várias mudanças em relação ao comportamento de compra do consumidor. Em síntese, elas são consequência dos avanços tecnológicos e da busca constante das empresas por um diferencial competitivo. Nesse caso, ganha quem oferta uma melhor experiência ao público-alvo.

Bem antes da pandemia, as marcas já perceberam que estamos diante de grandes formadores de opinião. Afinal, com o smartphone em mãos, o cliente pode realizar inúmeras demandas. Não importa se é na vida profissional ou pessoal. Em outras palavras, ele pode crescer ou desfavorecer a imagem da sua marca.

Sob essa ótica, criou-se a necessidade de lidar com estratégias bem mais eficientes. Sempre na intenção de garantir a satisfação dele a cada aquisição ou contato nos canais de comunicação. Consequentemente, aumentou-se o controle da qualidade, tanto nos processos internos quanto na agilidade das entregas aos consumidores.

O que mudou com a chegada da pandemia

O isolamento social e as demais medidas restritivas intensificaram o comportamento de compra online. Inclusive, segundo estudo do Bloomreach, 50% dos consumidores está buscando produtos que não comprava antes pela internet. Por isso, agora as empresas procuram melhorar ainda mais a experiência do cliente. Por exemplo, elas garantem o conforto da clientela por meio da excelência do serviço de delivery.

As empresas também realizam ações que facilitam as compras por canais digitais. De acordo com uma pesquisa do Opinion Box, 78% dos usuários utiliza o WhastApp para se comunicar com as marcas. O Instagram (72%), o Messenger (58%) e o Telegram (54%) também entram na lista.

Tais mecanismos funcionam para aquisições básicas do dia a dia até objetos mais complexos. Em resumo, essa se tornou uma oportunidade de criar ofertas que se adéquam às necessidades de cada consumidor. Tudo isso com base em dados reais coletados por softwares e programas que ajudam a manter o bom gerenciamento de um negócio.

Outro fator interessante é que o comportamento de compra imposto pela pandemia deve permanecer no pós-covid. Conforme a VEJA Insights e a consultoria EY Parthenon, os consumidores contaram quais vão ser as suas prioridades. Na lista, temos higiene pessoal e da casa (87%), itens de beleza e cosméticos (75%), alimentos frescos (89%) e serviços de entrega (64%). Outros serviços como vestuários e calçados (68%) e aparelhos eletrônicos (69%) também não ficam de fora. Assim como serviços e produtos para o lar (75%).

O que é necessário fazer diante desse cenário

Além da excelência no atendimento e uma forte estratégia de marketing digital, a análise sob o comportamento de compra se tornou uma tarefa imprescindível. Assim como as táticas de atração são importantes, as ações de retenção não podem ser esquecidas. Afinal, elas garantem a compras recorrentes e o controle em relação às contas a pagar e a receber.

A automação de processos trouxe ainda mais competitividade ao seu negócio. Isso porque colabora na padronização de atividades da sua prestação de serviços e melhora a produtividade da equipe. Do mesmo modo que é totalmente vantajoso trabalhar com dados reais em vez de tomar decisões baseadas no achismo. Em suma, essa mudança mostrou a obrigatoriedade da digitalização.

Durante esta leitura, você entendeu como a pandemia mudou o comportamento de compra. Sem dúvidas, quem não se adéqua aos meios digitais deixa escapar grandes oportunidade de conversão e, por consequência, perde para a concorrência. Por isso, foque em investimentos que favoreçam a retenção.

Que explorar mais sobre o tema? Então, continue conosco e aprenda como desenvolver o relacionamento com o cliente na era digital.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima