Storytelling: aprenda a criar conexões com seu público

Ao navegarmos na internet, muitas das vezes nos deparamos com conteúdos rasos, que simplesmente falam mais do mesmo. Saber ter um diferencial faz toda a diferença, e nesse contexto se encaixa perfeitamente o storytelling, ou simplesmente “a arte de contar histórias cativantes”.

Saber contar histórias vai além de resolver um problema, gera identificação e empatia do público em geral.

Aprenda a criar um storytelling que gere vínculo emotivo com a sua marca e o seu negócio. 

Storytelling

O que é storytelling?

Storytelling é uma nomenclatura do inglês que significa “contar histórias”.

Esse termo existe desde os primórdios da existência do homem, em que o mesmo aprendeu a desenvolver a comunicação e começou a utilizar histórias a seu favor, seja para vender alguma coisa ou para convencer alguém de uma escolha.

Com o decorrer do tempo, os storytellings foram inseridos em filmes e propagandas, e hoje em dia no marketing digital, usado com o intuito de provocar interação com seu negócio e de transformar um simples conhecedor da sua marca em um potencial cliente.

De acordo com o psicólogo Jerome Brunerum fato tem 20 vezes mais chances de ser lembrado se tiver uma história por trás da situação.

Metodologia do storytelling

A SOAP (State of the Art Presentations) é uma companhia referência no assunto de storytelling, que ajuda centenas de empresas a criar apresentações memoráveis.

Fundada por um brasileiro, atualmente ela se encontra em quatro países: Brasil, Estados Unidos, Portugal e França.

De acordo com Joni Galvão, co-fundador da empresa, um dos principais elementos para desenvolver com excelência um storytelling é interligar pontos da narrativa que geram emoção, mostrando desde o fracasso de uma pessoa até o auge do seu sucesso.

Contudo, uma boa história não seria completa sem o uso de imagens.

De acordo com o que ele diz, conteúdos visuais remetem maior clareza do que aquilo que está sendo dito, por mais complexo que o assunto pareça.

Elementos importantes de um storytelling

Para se criar um storytelling, é necessário desenvolver alguns fatores fundamentais que farão toda a diferença para o leitor. Acompanhe quais são esses elementos:

Gerar conexão com os leitores

É provável que uma história sem conexão não produz engajamento. Portanto, é necessário saber falar a linguagem do público no decorrer da situação, de modo que se identifiquem com a trajetória do personagem.

Personagens

História sem personagem é igual televisão sem propaganda, não faz muito sentido. É necessário que exista o vilão, o amigo companheiro e o orientador que irá direcionar os personagens centrais em seu percurso.

Conflitos

Saber interligar os conflitos mostrará que ninguém é perfeito, e que todos nós sofremos problemas, sejam eles grandes ou pequenos.

Gerar surpresas

É essencial gerar surpresas como acontecimentos imprevistos, que sejam tanto benéficos quanto maléficos.

A vida também é assim. Não esperamos que determinadas situações aconteçam, porém em muitas das vezes as coisas simplesmente acontecem.

Induz o leitor a tomar alguma ação positiva

Vamos usar o exemplo do Superman. Ele é um personagem fictício, porém suas ações de ajudar as pessoas nos influencia positivamente a agirmos assim no dia a dia.

Portanto, é importante aplicar isso na construção de um storytelling.

Apresentar relevância

De nada adianta contar uma história sem que ela acrescente algum tipo de valor moral. No entanto, é necessário que uma história transmita relevância, e que nos dê um aprendizado para a vida.

Ter começo, meio e fim

Assim como uma produção de texto que tem introdução, desenvolvimento e conclusão, é de extrema importância saber tratar cautelosamente um storytelling do começo ao fim.

A jornada do herói

A jornada do herói consiste em um personagem, um cenário e coadjuvantes. Normalmente representa aquela pessoa que está vivenciando um momento, e de repente acontece alguma tragédia, e a partir dessa tragédia inúmeras coisas negativas acontecem, para somente no final ocorrer o desfecho, que é a conquista ou o triunfo do personagem central.

A jornada do herói constitui nas seguintes situações:

  • Vivências do dia a dia: O personagem representado na narrativa presencia fatos e momentos enfrentados cotidianamente;

  • Saindo da rotina: O herói simplesmente não se contenta com isso, e quer ir além de fazer mais do mesmo;

  • Se questiona se vai valer a pena: Nesse contexto, ele percebe se o seu esforço vai realmente valer a pena. Portanto, em vários momentos ele se contradiz;

  • Descobre um orientador: Nesse meio tempo, o herói conhece alguém para direcioná-lo na sua jornada, e esse indivíduo automaticamente acaba se tornando sua maior referência;

  • Reconsidera seu questionamento: O herói volta atrás e decide tomar essa decisão que mudará totalmente o rumo de sua vida;

  • Parceiros e inimigos: Nessa jornada o herói irá se deparar com diversas pessoas, muitas delas o ajudarão, porém outras farão de tudo para impedir que o objetivo principal do personagem seja cumprido;

  • Se arrisca até o último momento: Nessa questão, o herói coloca em jogo sua própria vida, e se responsabiliza pelas consequências de suas próprias escolhas;

  • A recompensa do herói: No final de tudo, após ter enfrentado altos e baixos, ele é recompensado pelos seus feitos e suas realizações.

O herói, nesse caso, pode ser tanto você quanto qualquer outra pessoa.

Nesse contexto ele é usado metaforicamente para explicar com clareza ao público como direcionamos os esforços e os medos que enfrentamos cotidianamente, seja esse em casa, no trabalho, ou qualquer outro ambiente que seja.

Benefícios de se fazer um storytelling

Agora que você já sabe como é feito um storytelling e conhece a jornada do herói, nesse momento você aprenderá como ele pode ser usado no inbound marketing para gerar um aumento significativo no número de vendas no seu negócio. Veja a seguir: 

1. Fator emotivo

O fator emotivo acontece quando a persona se identifica com a história e as características do personagem que você criou.

Mas cuidado! É importante identificar se a mensagem fará sentido para o público específico, e se esse público engajará positivamente sua narrativa.

2. Personalidade 

A forma como você conta uma determinada história revela ao público traços de sua personalidade, tornando a narrativa mais pessoal e atrativa.

3. As pessoas querem mais

Como já dito, a arte do storytelling gera engajamento, por isso, o público sempre vai querer mais. Ao despertar esse gatilho, faz com que as pessoas criem Brand Awareness.

4. Conduz a persona no Funil de Vendas

Uma história relevante facilmente tornará o visitante em um prospecto cliente e defensor da sua marca.

No entanto, é importante escolher os materiais que estarão disponíveis em cada etapa do funil, de modo a fazê-lo considerar sua resolução para o problema dele.

Essas são algumas táticas para você aprender a fazer uso do storytelling a seu favor.

Potenciais clientes também possui sentimentos e dúvidas, logo, conte-lhe uma história relevante e que faça-o se colocar no lugar do personagem.

Conseguiu interagir com esse conteúdo? Agregamos valor para suas dúvidas? Se a resposta for sim, recomendo assinar nossa newsletter para receber mais informações como essa semanalmente!

 

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *