SEO e SEM: Entenda a diferença entre as práticas para buscadores

SEO significa “otimização para os mecanismos de busca”. SEM se refere às metodologias de marketing aplicadas para que mais pessoas tomem consciência de sua marca. O SEO e SEM estão alinhados com o mesmo propósito: de converter um visitante em um divulgador do seu negócio. 

Nesse artigo iremos destacar o quão eles são fundamentais e mostraremos suas principais diferenças, que apesar de ser similares, possuem divergências.

Por que trabalhar para estar na primeira página do Google?

Se tratando de SEO e SEM, é inevitável deixar o Google de fora. Quando você tem uma dúvida, a quem recorre? Certamente ao Google.

No entanto, saiba que a maior parcela de centenas de milhares de conteúdos espalhados por esse buscador, menos da metade não é visto, isso porque a maior quantidade de cliques estão entre os primeiros resultados por uma palavra-chave específica.

De acordo com uma pesquisa elaborada pela imFORZA, a preferência pelos usuários estão apenas nos quatro primeiros links exibidos, quando se faz uma busca, seguindo na respectiva ordem:

  • Primeiro link: 18% dos cliques
  • Segundo link: 10% dos cliques
  • Terceiro link: 7,4% dos cliques
  • Quarto link: 4,8% dos cliques

E esse número tende a diminuir no decorrer das posições.

Portanto, é necessário investir dinheiro para se destacar dos concorrentes e ficar sempre no topo da página de buscas do Google.

O que é SEO?

Como afirmamos superficialmente no começo desse artigo, SEO na verdade é um acrônimo do inglês que significa Search Engine Optimization, no português equivalente a “otimização para os mecanismos de busca”.

Tem como ponto chave a aplicação de técnicas que mostrem aos robôs de pesquisa que o seu conteúdo é relevante, ou seja, que responde melhor à dúvida do usuário.

Muitas dessas técnicas envolvem a formatação de títulos e intertítulos (H1, H2, H3), o carregamento da página, o tamanho do artigo, o uso correto da palavra-chave, dentre diversos outros.

Heading Tags

As heading tags são responsáveis pelas formatações inseridas no título e subtítulos do conteúdo. É através dela que os mecanismos interpretarão da melhor forma possível as subdivisões do conteúdo, e como elas serão interpretadas pelo algoritmo do Google.

Vale lembrar que:

  • O título principal sempre será em formatação H1;
  • Os demais títulos irão se caracterizar por H2;
  • As subdivisões do H2 para explanar um assunto deverão ser em H3;
  • A partir da heading H4, seu uso torna-se fator estético

A maior parte dos artigos escritos no nosso blog possuem essas otimizações, inclusive esse que você está lendo agora. Sem elas, dificilmente podemos chegar ao primeiro lugar de exibição na página de pesquisas.

Para te explicar de forma visual, observe um artigo da GDD escrito de acordo com algumas das formatações que citamos acima:

Heading Tags SEO e SEM
Subdivisões das Heading Tags (H2 e H3)

Carregamento da página

Um dos fatores que conta bastante pontos para ranquear na primeira página do Google é o carregamento do site. Geralmente o buscador prioriza sites limpos e de fácil acesso. No entanto, tenha isso em mente ao acrescentar conteúdos para seu blog.

Tamanho do artigo

Pois bem, o tamanho de seu conteúdo influencia nas otimizações das SERPs. Os robôs priorizam esses conteúdos por normalmente serem mais completos e objetivos. Uma pesquisa mostra que os conteúdos que aparecem na primeira página contém em média 2.500 palavras ou mais.

Pesquisa da SerpIQ

Mas calma! Isso não significa que você tem que escrever todos os artigos com essa quantidade de caracteres.

O importante é conseguir responder as dúvidas de sua persona. Se 500 palavras ou menos for o suficiente, então você certamente identificou o problema e conseguiu responder às dores do seu potencial cliente.

Palavra-chave

Além de você ter a obrigação de saber para quem escreve, é primordial usar palavras-chave. É com elas que suas personas irão se envolver para buscar soluções e, ocasionalmente, fechar negócios. 

Nosso principal objetivo é ensinar marketing digital para leigos no assunto, portanto, se você analisar esse artigo, nossa palavra-chave é SEO e SEM.

Para facilitar o processo, aperte no seu teclado CTRL + F e digite SEO e SEM, e perceberá que em todo momento fazemos uso natural dessa palavra-chave.

Esses são apenas alguns dos fatores que influencia no rankeamento. No entanto, os algoritmos de buscas sofrem mais de 500 atualizações anualmente, por isso, é necessário manter-se atualizado.

O que é SEM?

SEM também é uma sigla em inglês que significa Search Engine Marketing, ou marketing para mecanismos de buscas.

É tudo e qualquer esforço de ações que sejam realizados para sua marca alcançar maior visibilidade no mercado, seja pelo tráfego orgânico ou pago.

Tráfego orgânico

O tráfego orgânico é equivalente ao conteúdo perene conquistado ao longo do tempo.

Geralmente é um pouco mais demorado, e se torna relevante a longo prazo, por isso é importante que sejam veiculados anúncios pagos para que mais pessoas tomem conhecimento do seu negócio.

Anúncios pagos

Os anúncios pagos são extremamente importantes para alcançar um alto número de pessoas.

Diferentemente do tráfego orgânico, ele não se solidifica, é necessário sempre investir um valor para manter a posição.

Para isso existem ferramentas como o Google Adwords, que realiza um leilão por palavras-chave específicas, ou seja, ganha o tráfego quem investir mais.

Diferenças entre SEO e SEM

Agora que já explicamos o que cada uma representa, vamos analisar as diferenças entre SEO e SEM.

Enquanto o SEO foca na otimização do conteúdo levando em consideração os fatores de rankeamento, o SEM alavanca o tráfego do site através de investimentos em plataformas terceirizadas, a exemplo do Google Adwords, permitindo que mais pessoas te encontrem de maneira rápida ao pesquisar por palavras-chave específicas.

Essas são as principais diferenças entre SEO e SEM.

Portanto, ao ouvir esses termos, leve em consideração que ambos possuem diferenças, mas que se complementam na elaboração de uma estratégia de marketing.

Quer ficar por dentro das novidades? Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos do nosso blog!

 

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *